Atire a primeira pedra o pescador que nunca se emocionou ou vibrou quando fisgou um dourado! O “rei do rio” encanta e leva o sujeito à loucura de viajar quilômetros, até a Fazenda Vale dos Dourados, somente para pescá-lo.

Dicas para a pesca do Dourado!

Exagero ou não, fato é que o dourado exige técnica e conhecimento do pescador. E, além disso, um equipamento adequado para o lugar onde estiver pescando, porque o danado pode escapar no pulo, na corrida, ou até “roubar” a isca sem dó.

Pensando nisso, e, em especial naqueles que ainda tem dúvidas básicas sobre a pesca da espécie o Sr. Nilberto Wischral, nos conta, com base em sua experiência, nessas dicas abaixo, como ter sucesso na busca ao tesouro: o dourado!

Horários da Pesca

Os melhores horários para a pesca do dourado são no começo da manhã e no fim de tarde, podendo ser pescado também durante à noite.

As Iscas

As iscas que dão melhores resultados são: Lambarís e filhotes de Tilápias.

Linha sempre bamba

Uma dica fundamental para pesca de dourado é que a linha tem que permanecer com a tradicional barriga, fazendo a isca descer o rio de maneira natural. Para isso acontecer o pescador terá que arremessar rio acima e ir soltando a linha rapidamente.

Equipamento

Equipamento poderá ser constituído de linha multifilamento entre 0,23 mm até 0,30 mm, com anzol circle hook 7/0 ou 8/0 e vara entre 30 a 40 lb.

Locais no tanque

Os principais pontos para se encontrar os dourados são as entradas e as saídas do tanque, bocas de lagos e rios e os paredões, ou seja, a divisão entre o fundo e o raso.

Utilizando o chumbo

A utilização do chumbo será necessário somente em locais de grande profundidade, devendo ser evitado ao máximo, pois tira a naturalidade da isca e com isso inibe o ataque do dourado.

Resistência do cabo

De preferência ao cabo de aço flexível, com 30 cm de comprimento e 40 lb de resistência.